• Lucas Bueno

Nova Gasolina Brasileira – Mais eficiente e Menor consumo

Atualizado: Set 17

Você sabia que a partir do próximo mês, em agosto, qualquer gasolina produzida nas refinarias do Brasil ou importada para distribuição dentro do País deverá seguir um novo padrão de qualidade? É isso mesmo!


Nesse artigo você encontrará, em detalhes, todas as modificações em relação ao padrão atual e as especificações sobre a nova gasolina automotiva brasileira, que promete beneficiar o consumidor.



A partir do mês de agosto, toda gasolina comercializada no Brasil terá novos padrões de qualidade a serem seguidos. A mudança promete deixar tanto a gasolina comum, quanto a gasolina premium mais eficiente e consumindo menos por quilometragem.


“A nova especificação é bem-vinda e vai aproximar a qualidade do combustível comercializado no Brasil ao do mercado americano e europeu. A qualidade intrínseca da gasolina vai aumentar em termos de octanagem e massa específica, o que significa um combustível mais eficiente e melhor proteção aos motores dos veículos. Isso vai permitir uma redução no consumo de gasolina por quilômetro rodado” afirma Anelise Lara em live transmitida pelo Youtube sobre “Mobilidade Sustentável e o Futuro do Combustível”.


Essa nova regulamentação foi aprovada pela ANP (Agência Nacional de Petróleo) no dia 06 de janeiro de 2020, porém, entrará em vigor apenas no próximo mês.

Características da Nova Gasolina Brasileira

Maior densidade: Atualmente não existe requisito de massa mínima para a gasolina comercializada no Brasil. Com a implementação de uma massa específica mínima, o processo de controle de qualidade da Gasolina fica mais fácil, dificultando o processo de adulteração do produto. O valor da massa específica mínima para a gasolina será de 715kg/m3.


Com uma maior densidade do combustível os veículos poderão percorrer uma distância maior com uma quantidade menor nos seus tanques, quando comparado ao modelo atual.

Mudança no padrão de medição: O padrão de medição da octanagem no Brasil é o IAD (Índice AntiDetonante), que é o mesmo padrão utilizado nos EUA. De acordo com a medição IAD a nossa gasolina comum possui octanagem 87. Segundo o padrão RON, que é o padrão de medição utilizado na Europa e será utilizado como o padrão no Brasil, a nova gasolina comum possui octanagem 92 e a premium terá octanagem 97 . Esse parâmetro está mais adequado às novas tecnologias de motores que já estão sendo introduzidas no país, segundo a Petrobras.

Diminuição da poluição: Segundo a ANP, todas as mudanças estão considerando cenário futuro das fases L-7 e L-8 do Programa de Controle de Emissões Veiculares (Proconve – Ibama)”, que visa diminuir a emissão de gases poluentes.

Para saber mais sobre a nova especificação você pode acessar a página com a aprovação da resolução.

MAPA DO SITE

0800-727-9102

Atendimento ao Cliente

Segunda a Sexta - 07h às 18h

2020 © Terrana Distribuidora de Combustíveis. Todos os direitos reservados.